Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

BlackRock e B3 lançam papéis de ETFs listados nos EUA

Com novos produtos, gestora chega a 80 ativos do tipo listados na B3

Bruna Camargo, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2022 | 08h05

A BlackRock Brasil e a B3 anunciam nesta segunda-feira o lançamento de seis BDRs de ETFs, os primeiros com foco na classe de renda fixa. Com os novos produtos, lastreados em cotas de fundos de índice (ETFs) da bolsa americana, a gestora chega a 80 ativos do tipo listados na B3 e já adianta que o número deve subir ao longo do ano.

"Esse é mais um passo no amadurecimento da plataforma de BDRs", define Karina Saade, presidente da BlackRock no Brasil. Ela destaca que a plataforma tinha 400 clientes em seu lançamento e, agora, são aproximadamente 12 mil. Em dezembro, o Broadcast noticiou que os títulos locais lastreados em ETFs iShares bateram os R$ 5,5 bilhões em ativos. "A gente acredita que o investidor brasileiro já despertou para esse momento de diversificação das carteiras, que é uma tendência estrutural e não vai mudar", diz Saade.

Luís Kondic, diretor de produtos listados e dados da B3, pontua que o interesse crescente do investidor brasileiro por BDRs de ETF se justifica pelo acesso do mercado internacional sem a necessidade de conta no exterior ou operações de câmbio. "Com um BDR o investidor acessa diferentes moedas, geografias e setores. Temos visto como a diversificação internacional é um grande tema de expansão do horizonte do investidor brasileiro", afirma.

A novidade, no entanto, não está ligada a uma oportunidade em meio a alta de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) - até porque Daniel Lobo, diretor da BlackRock Brasil especializado em ETFs, conta que esses produtos estão sendo preparados desde 2020. "A gente quer trazer as ferramentas para que o investidor se posicione de maneira eficiente independente do cenário de mercado", explica o especialista. "É menos um movimento tático e mais uma visão estrutural da carteira", acrescenta Saade.

Novos produtos

No lançamento de hoje, os investidores institucionais ganham acesso a BDRs atrelados a ETFs de títulos públicos americanos, os Treasuries. Há opções para diferentes vértices da curva de juros, desde o curtíssimo prazo (iShares Short Treasury Bond ETF) até o longo prazo (iShares 20+ Year Treasury Bond ETF), assim como uma alternativa que acompanha a curva como um todo (iShares US Treasury Bond ETF).

Tudo o que sabemos sobre:
BlackRock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.