BlackRock compra Barclays Global por US$13,5 bilhões

A BlackRock concordou em comprar a Barclays Global Investors para criar a maior gestora de recursos do mundo, em um acordo de 13,5 bilhões de dólares que fortalece o capital do banco britânico Barclays.

STEVE SLATER E SVEA HERBST-BAYLISS, REUTERS

12 de junho de 2009 | 08h18

O negócio em dinheiro e ações, revelado nos Estados Unidos no final da quinta-feira, deixará o Barclays com uma participação de 19,9 por cento e com dois lugares no Conselho de um grupo maior batizado de BlackRock Global Investors.

O segundo maior banco da Inglaterra anunciou nesta sexta-feira que o ganho líquido de 8,8 bilhões de dólares na operação será usado para melhorar sua estrutura de capital, elevando o Tier 1, medida de solvência de uma instituição financeira, em 1,5 ponto percentual, para cerca de 8 por cento.

A BlackRock está pagando 6,6 bilhões de dólares em dinheiro e o restante em ações.

Para ajudar a financiar a parte em dinheiro, a empresa está levantando 2,8 bilhões de dólares através da venda de 19,9 milhões de ações a um grupo não revelado de investidores institucionais, que segundo fontes devem incluir fundos soberanos do Oriente Médio.

A Barclays Global Investors administra 1,5 trilhão de dólares em fundos, cifra que será somada aos ativos de 2,8 trilhões de dólares sob gestão da BlackRock, deixando a empresa com o dobro do dinheiro administrado de sua rival mais próxima, a State Street.

(Reportagem adicional de Paul Hoskins e Simon Meads em Londres)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBARCLAYSBLACKROCK*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.