Blackstone vende cinco torres em Boston por US$ 2,1 bi

A Blackstone Group concordou com a venda de cinco torres de escritório em Boston para um grupo liderado pelo investidor do setor imobiliário canadense, Oxford Properties Group, por cerca de US$ 2,1 bilhões, disseram várias pessoas com conhecimento do assunto.

Agencia Estado

18 de maio de 2014 | 19h33

As propriedades foram adquiridas pela Blackstone em 2007, como parte de uma aquisição da Equity Office Properties Trust, de Sam Zell, uma das maiores compras alavancadas já realizadas. A Blackstone já vendeu muitos outras propriedades, mas manteve as maiores como em Boston e Califórnia.

Nos últimos 18 meses, aproveitando a alta nos preços em decorrência da demanda por imóveis comerciais bem localizados, a Blackstone retomou a venda das propriedades do Equity Office Properties Trust.

O Oxford deve comprar todos as propriedades da 100 High Street e 125 Summer Street, dizem as fontes. O Oxford pretende associar-se ao braço de administração de ativos do JPMorgan Chase & Co para comprar três torres nas redondezas de Cambridge.

A Blackstone está vendendo também sua participação proprietária de um sexto edifício em Boston, um escritório e um hotel chamado Rowes Wharf, ao seu atual parceiro no empreendimento, o Morgan Stanley, acrescentaram as pessoas com familiaridade à questão.

O Oxford, braço de investimento em propriedades do sistema de aposentadoria de empregados municipais de Ontário, tem estado bastante ativo no mercado imobiliário norte-americano nos últimos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Estados Unidosimóveisblackstone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.