Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Blair fala 20 minutos e cobra US$ 500 mil

O ex-ministro britânico Tony Blair cobrou US$ 500 mil por uma palestra de 20 minutos na cidade industrial de Dongguan, na China, nesta semana, segundo o Financial Times. Os ouvintes eram cerca de 600 membros do Partido Comunista Chinês (PCC), homens de negócios e banqueiros. Na segunda-feira e na terça-feira, Blair já havia feito outras duas palestras na China, mas o valor do cachê não foi informado. Dessa forma, Blair passou a ser o mais bem pago ex-chefe de governo, superando o ex-presidente americano Bill Clinton, que recebeu US$ 100 mil por uma palestra em Hong Kong.

O Estadao de S.Paulo

10 de novembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.