Bloqueios de pecuaristas argentinos já afetam o Brasil

Pecuaristas argentinos retomaram ontem o locaute suspenso no fim de março e fizeram piquetes em estradas nas Províncias de Buenos Aires, Santa Fe, Córdoba e Entre Ríos, onde está a maior parte da produção agropecuária do país. O movimento afeta o comércio com o Brasil, já que a Rodovia do Mercosul também foi bloqueada.O protesto é contra o aumento de impostos de exportação. Os produtores também exigem o fim dos impostos móveis (que oscilam de acordo com o preço internacional dos produtos) e o fim das restrições para as exportações de carne e trigo. Em março, os agricultores fizeram uma paralisação de 21 dias. O governo se recusou a revogar as medidas.Os piqueteiros estão permitindo a passagem de caminhões carregados com carne e alimentos processados. O tráfego de caminhões com cereais para exportação está sendo bloqueado. Segundo os produtores, os protestos vão se prolongar até quinta-feira da semana que vem. Nesse dia, as lideranças da Sociedade Rural, Federação Agrária, Confederações Rurais Argentinas (CRA) e Coninagro definirão se manterão o locaute. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.