Bloqueios em rodovias afetam fluxo de soja e milho para o porto de Paranaguá

Movimento dos caminhoneiros já começa a prejudicar o embarque da safra de grãos para exportação

REUTERS

24 Fevereiro 2015 | 12h24

Os protestos de caminhoneiros em rodovias brasileiras afetam a chegada de caminhões com soja e milho no porto de Paranaguá, um dos principais exportadores de grãos do Brasil, informou a autoridade portuária nesta terça-feira.

O porto de Paranaguá (PR) tinha somente 45 caminhões em seu pátio na manhã de terça-feira, ante 900 veículos esperados normalmente nesta época de colheita, informou a administração portuária, por meio de sua assessoria de imprensa.

Os carregamentos de navios com grãos, neste momento em que normalmente as exportações brasileiras de soja começam a ganhar ritmo, poderiam atrasar em Paranaguá, se manifestações se estenderem por mais tempo, refletindo na exportação.

(Por Marcelo Teixeira)

Mais conteúdo sobre:
transportescaminhoneiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.