Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Blue chips sustentam Bovespa no azul pelo 7o pregão

A Bolsa de Valores de São Pauloresistiu à influência negativa das bolsas norte-americanas efechou em território positivo pela sétima sessão seguida nestaquinta-feira. O ânimo veio das ações de Vale, Petrobras eCompanhia Siderúrgica Nacional (CSN). Após revezar altas e baixas por várias vezes durante opregão, o Ibovespa encerrou com leve alta de 0,09 por cento, a65.555 pontos --perto da máxima histórica de 65.790 pontos,registrada em 6 de dezembro. O giro financeiro na bolsa foi de 5,93 bilhões de reais. Segundo profissionais do mercado, o movimento da bolsapaulista foi influenciado pelo comportamento das cotações decommodities, como o petróleo, que atingiram máximas históricasnesta quinta-feira. De carona, as ações preferenciais daPetrobras avançaram 0,53 por cento, a 86,15 reais. No caso da Vale, o otimismo teve dois ingredientesadicionais. Um deles foi a expectativa otimista para oresultado da companhia no quarto trimestre de 2007, que deveser divulgado na noite desta quinta-feira. O outro foi a notícia de que as negociações para compra damineradora Xstrata entraram num impasse, criando a percepção deque o fracasso do negócio evitará que a Vale se endivide ecomprometa os resultados de curto prazo. As ações preferenciais da Vale subiram 2,24 por cento, para52,50 reais. Outro destaque da sessão foram os papéis ordinários da CSN,com valorização de 2,72 por cento, a 63,85 reais. Para Marcelo Mello, vice-presidente da SulAméricaInvestimentos, a divulgação de resultados acima dasexpectativas de companhias domésticas estão fazendo a bolsapaulista se descolar dos mercados norte-americanos. "O clima para a Bovespa é bastante mais positivo do que láfora", disse o executivo. Em Nova York, o índice industrial Dow Jones apurou queda de0,88 por cento, após dados que reafirmaram a fraqueza domercado de trabalho nos Estados Unidos. Além disso, o chairmando Federal Reserve, Ben Bernanke, alertou para a possívelfalência de pequenos bancos devido à crise no mercadoimobiliário. (Reportagem de Aluísio Alves)

REUTERS

28 de fevereiro de 2008 | 18h54

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.