BM&F Bovespa será uma das 6 bolsas mundiais, diz Nasdaq

Segundo diretor da Bolsa norte-americana, mercado acionário se resumirá a seis bolsas internacionais

Célia Froufe, da Agência Estado,

10 de julho de 2008 | 18h28

O diretor para a América Latina da Nasdaq International, Herman Lopez, acredita que o processo de fusões e aquisições do mercado acionário continuará a crescer nos próximos anos, levando à existência de apenas seis bolsas internacionais dominando cada região do planeta. "Obviamente a BM&F Bovespa estará liderando na América Latina", previu, após a conferência "O Impacto do Brasil na Economia Global", promovida pela Sociedade Americana (Americas Society) e o Conselho das Américas (Council of the Americas) em conjunto com o Movimento Brasil Competitivo, realizada na manhã desta quinta-feira, 10. Para Lopez, a BM&F Bovespa tem uma história de sucesso. Por este motivo, o diretor sugere que as companhias brasileiras só procurem o mercado internacional depois que todos os recursos já forem explorados no País. "Vemos essa possibilidade como um complemento e solicitamos às empresas que utilizem primeiro o mercado local para se financiarem antes de virem até nós", relatou. Lopez enfatizou que o Brasil tem feito um trabalho extraordinário no campo macroeconômico, mas salientou que é necessário mais empenho nas questões microeconômicas. Sobre o mercado global, o diretor da Nasdaq comentou que a confiança nos bancos "não é das melhores", mas que acredita na correção da situação de crise originada no mercado de crédito imobiliário dos Estados Unidos. "Em tempos de volatilidade, há mais cautela para investir em equity", observou, acrescentando que há muito capital disponível tanto nos Estados Unidos quanto na Europa e, mais recentemente, também no Oriente Médio. Para ele, no entanto, a partir de setembro, a economia norte-americana já mostrará um reaquecimento, o que proporcionará a volta dos IPOs (ofertas públicas de ações) no mercado do país. "Esta é uma opção para as companhias brasileiras", sugeriu.

Mais conteúdo sobre:
Mercado FinanceiroBM&F Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.