Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

BM&F inicia no dia 14 negociações de títulos públicos no Sisbex

A Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) iniciará no dia 14 de maio negociações de títulos públicos federais, estaduais e municipais no Sisbex, sistema eletrônico de negociação de títulos públicos. A instituição criou uma clearing de ativos especialmente para esse fim, para a qual direcionou R$ 100 milhões para garantia às negociações.O presidente da BM&F, Manoel Felix Cintra Neto, disse que a expectativa é de um volume diário de negócios entre R$ 30 bilhões e R$ 40 bilhões. Segundo ele, a estimativa toma por base as emissões atuais de títulos públicos federais e as expectativas do Tesouro e do Banco Central em relação a esse mercado.Ele acredita que, com o desenvolvimento do Sisbex, os negócios poderão chegar a R$ 100 bilhões diários. As negociações estarão disponíveis no site da BM&F, na tela da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, que foi adquirida pela instituição em 2002.Início foi na Bolsa do RioO Sisbex foi instalado inicialmente pela Bolsa do Rio em 2000, depois que os negócios com ações foram transferidos para a Bovespa. Até 2002, os títulos públicos estavam disponíveis para negociações no Sisbex, mas não houve a liquidez esperada porque, segundo Cintra Neto, não havia uma clearing para dar garantia aos negócios e, ainda, o sistema não estava adaptado às necessidades e características do mercado brasileiro.O presidente da BM&F explicou que o Sisbex foi o principal motivo para a aquisição da Bolsa do Rio, em 2002. A partir daí, foi iniciado uma reformulação do Sisbex, que foi discutida com as instituições financeiras, o Tesouro e o Banco Central. "Se o mercado ganhar a liquidez esperada em títulos públicos, poderá ocorrer redução dos juros", acredita o presidente da BM&F.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.