BMFBovespa cria área exclusiva para fundos de pensão

Diretor-presidente da bolsa pretende divulgar produtos como o banco de empréstimos de ações

Michelly Chaves Teixeira, da Agência Estado,

28 de setembro de 2009 | 15h59

Agora que os fundos de pensão foram liberados para ampliar seus aportes em renda variável, a BMFBovespa montou uma área voltada exclusivamente para estes investidores. O diretor-presidente da bolsa, Edemir Pinto, contratou José Antonio Gragnani, ex-secretário-adjunto do Tesouro Nacional, para comandar o departamento.

 

"Já estávamos imaginando esse movimento por parte do governo e contratamos Gragnani há dois meses para mostrar aos fundos de pensão não só as oportunidades do mercado, mas também os produtos que nós temos, especialmente o banco de empréstimos de ações", informou à Agência Estado o dirigente da BMFBovespa, referindo-se ao produto que possibilita o aluguel de ações, com garantia da bolsa, por investidores que pretendem manter seus papéis encarteirados por muito tempo.

 

"Os fundos podem utilizá-lo para melhorar a rentabilidade de sua carteira: enquanto o papel fica adormecido na carteira, os investidores podem rentabilizá-lo", destacou. Hoje, o mecanismo é muito pouco utilizado pelos investidores institucionais. "Com o trabalho que esta diretoria vai desempenhar a partir de agora esse produto será colocado na rotina dos fundos", observou Pinto, sem fazer projeções. "Antes de traçar metas, precisamos mostrar o produto aos fundos, dar a eles todas as informações possíveis sobre os procedimentos para que, com isso, possam compreender a transparência dos produtos."

Tudo o que sabemos sobre:
fundos de pensãoBM&FBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.