BMG oficializa aquisição do Banco Schahin

O BMG confirmou ontem, em comunicado, ter fechado o acordo para a compra do Banco Schahin, conforme antecipou o "Estado". Segundo a nota do banco, a compra do controle acionário está estimada em R$ 230 milhões e ainda está sujeita à realização de due diligence (análise dos dados financeiros) e à aprovação do Banco Central.

, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2011 | 00h00

De acordo com o BMG, a aquisição "faz parte da sua estratégia de crescimento no setor financeiro, em especial no segmento de crédito pessoal". Ainda segundo o comunicado, "os sócios do BMG aportarão novos recursos no Banco Schahin visando fortalecer e incrementar ainda mais sua participação no mercado".

A negociação entre os dois bancos foi intermediada pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), instituição criada com o objetivo de cobrir prejuízos provocados a correntistas em decorrência da quebra de algum banco. A participação do FGC se deu porque o Schahin vinha encontrando dificuldades no mercado. O balanço do último trimestre mostra que a instituição estava fora dos parâmetros exigidos pelo BC. O chamado Índice de Basileia, que mede a capacidade de um banco expandir operações, estava em 10,97%. O BC determina, no mínimo, 11%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.