BMW anuncia corte de postos de trabalho na Alemanha

A montadora alemã BMW planeja cortar milhares de postos de trabalho na Alemanha em 2008, como parte de um abrangente programa de redução de custos. A informação foi dada por um porta-voz da companhia, confirmando uma reportagem da revista semanal Der Spiegel. No começo do dia, a Der Spiegel divulgou que a montadora quer eliminar 8 mil postos de trabalho no próximo ano, a maioria dos quais na Alemanha."Estamos trabalhando para reverter a tendência de queda da lucratividade, e o corte de despesas com pessoal é parte desse esforço", disse o porta-voz. Segundo a revista, que cita o chefe de pessoal da empresa, Ernst Baumann, a maior parte dos cortes será feita pela redução do número de trabalhadores temporários. O porta-voz não revelou o número total de cortes, mas confirmou que os trabalhadores temporários serão os mais afetados.Segundo o representante da BMW, os cortes serão parcialmente compensados por contratações que a montadora planeja fazer em outros lugares. "Precisamos de engenheiros e trabalhadores especializados para o desenvolvimento de novos conceitos de carros", afirmou.A BMW tem cerca de 107.700 empregados em todo o mundo, 80 mil dos quais na Alemanha, onde também emprega entre 6 mil e 8 mil trabalhadores temporários.A empresa é a montadora premium com maior volume de vendas no mundo, mas enfrenta queda nas margens de lucro e pressões cambiais. Em setembro, a companhia anunciou uma renovação de sua diretoria e a fixação de novas metas de vendas e de lucratividade, como parte de uma revisão estratégica mais ampla.O plano da empresa é aumentar suas vendas globais em 40% até 2020, para mais de 2 milhões de veículos por ano, com uma meta intermediária de 1,8 milhão por ano até 2012. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.