Eduardo Munoz/Reuters e Loic Venance/AFP
Eduardo Munoz/Reuters e Loic Venance/AFP

BMW e Renault suspendem atividades na Europa e África devido ao coronavírus

No caso da alemã BMW, já há expectativa de impacto no resultado de produção deste ano

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2020 | 07h58

As montadoras BMW, com sede na Alemanha, e Renault, sediada na França, anunciaram que vão suspender suas atividades por conta do avanço do novo coronavírus, causador da Covid-19

No caso da empresa francesa, o anúncio foi feito na terça-feira, 18, à noite, e informou que a companhia decidiu suspender temporariamente as suas atividades no Marrocos e em Portugal bem como na sua subsidiária Revoz à medida que o novo coronavírus continua se propagando. A montadora francesa disse que a suspensão nas suas duas fábricas de Tânger e Casablanca, no Marrocos, entraria em vigor na quinta-feira, 19, enquanto a produção na sua fábrica portuguesa de Cacia pararia já nesta quarta-feira, 18. A subsidiária Revoz vai interromper a produção na sua fábrica de Novo Mesto, na Eslovênia. A Renault declarou que vai reiniciar as operações tão logo quanto possível.

A paralisação da BMW, anunciada nesta quarta, vai acontecer nas fábricas da Europa e África do Sul até 19 de abril. A montadora alemã de carros de luxo também reduziu sua projeção de lucro para 2020. A BMW prevê agora que terá este ano uma margem de lucro antes de impostos nos negócios automotivos de 2% a 4%, ante os 4,9% atingidos em 2019. Por volta das 6h40, no horário de Brasília, a ação da BMW sofria um tombo de mais de 8% na Bolsa de Frankfurt. SERGIO CALDAS / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.