BNDES abrirá 1º escritório fora do Brasil em agosto

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai abrir um escritório de representação em Montevidéu, no Uruguai. Será a primeira unidade da instituição fora do Brasil. O vice-presidente do BNDES, Armando Mariante, informou hoje que o escritório deve começar a funcionar em agosto. "Entendemos que o banco precisava ter uma base fora do País para fomentar bons projetos de integração do Mercosul e da América Latina", disse Mariante.Mariante contou que como Montevidéu é capital do Mercosul, é constante a viagem de funcionários da instituição para lá. De acordo com ele, a atuação do BNDES na região é "complementar" ao do Banco do Sul, instituição que está sendo criada por diversos países da América do Sul, inclusive o Brasil, a partir de uma idéia do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. "O escritório do BNDES é complementar porque o BNDES será parceiro do Banco do Sul", disse.O vice-presidente do BNDES esclareceu que o escritório não é de comercialização, mas de representação. "O escritório fará contato com os governos, empresários e instituições. Vai nos ajudar a entender melhor as necessidades e operações na região. Há uma enorme quantidade de fóruns e colegiados do Mercosul em Montevidéu", disse Mariante.O executivo disse também que este ano o porcentual de financiamentos à exportação no total dos desembolsos do BNDES, que foi de cerca de 13% no ano passado, "talvez permaneça o mesmo" este ano. Isso significa aumento dos recursos em valor, já que as liberações do banco no ano passado foram de RS 65 bilhões e, para este ano, estão previstas em R$ 80 bilhões. Mariante participou do Encontro de Comércio Exterior (Encomex).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.