BNDES acena com empréstimo de R$ 4 bilhões à mídia

O vice-presidente do BNDES, Darc Costa, informou hoje, em audiência pública na Comissão de Educação do Senado, que o programa de apoio à mídia será de, no máximo, R$ 4 bilhões. Ele disse que as empresas de mídia eletrônica e impressa acumulam dívida de R$ 10 bilhões, segundo levantamento preliminar do banco. "O setor é de interesse nacional, mas o recurso só será liberado se tiver bons projetos", disse. Ele prometeu enviar uma cópia do projeto à Comissão do Senado. Segundo Costa, ainda não há uma versão definitiva, mas estão acertadas três linhas básicas do programa: apoio aos investimentos, financiamento para compra de papel para mídia impressa e apoio à reestruturação financeira. Todas as operações serão feitas por bancos credenciados pelo BNDES. "Não faremos nenhuma operação direta com empresa do setor", garantiu. O gerente do departamento de telecomunicações do BNDES, Alan Fisher, negou que a intermediação de bancos prejudique as pequenas empresas do setor. Segundo ele, a principal dificuldade é a de oferecer garantias, mas há o fundo de aval do BNDES para superar este obstáculo.

Agencia Estado,

24 Março 2004 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.