BNDES altera estatuto para emprestar mais

O governo mudou o estatuto do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para garantir a ampliação da capacidade de financiamento do banco. Decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva permite à instituição manter em caixa uma parcela maior de seus lucros, que antes eram distribuídos à União como dividendos.O decreto foi desenhado para adequar a contabilidade do banco às normas internacionais de demonstrações financeiras IFRS e cria duas novas figuras na contabilidade do banco: a Reserva de Lucros para Futuro Aumento de Capital e a Reserva de Lucros para Margem Operacional. Para essas duas reservas, o banco pode direcionar a parte do lucro que exceder o porcentual mínimo de 25% que tem de distribuir em dividendos.No ano passado, o banco enviou à União 40% de seu lucro (R$ 2,8 bilhões). Em 2006, o porcentual foi maior: 66% (R$ 3,97 bilhões).Agora, a diretoria do banco acredita que terá maior poder de negociação na hora de definir o volume de dividendos, uma vez que todo o excedente poderá ser usado no aumento de sua capacidade de emprestar recursos .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.