BNDES anuncia incentivo à exportação de veículos

O presidente do BNDES, Guido Mantega, anunciou hoje a criação de uma linha de crédito para financiar a produção de automóveis e veículos comerciais leves para exportação. Não haverá limite para financiamento e o banco promete atender a todos os pedidos. O pacote foi negociado com Anfavea e centrais sindicais CUT e Força Sindical, cujos representantes participaram do anúncio. A linha entra em operação na semana que vem e a expectativa é a de que atinja R$ 1 bilhão a R$ 1,5 bilhão até o fim do ano.A nova linha permite financiamento de 30% do total a ser exportado a um custo de 80% em Taxa de Juros de Longo Prazo e o restante pela variação do dólar. O presidente do BNDES anunciou também mais facilidades para financiar ônibus urbanos. Quanto mais avançados os projetos de racionalização do uso de combustíveis, melhores as condições de financiamento oferecidas pelo banco. Segundo o presidente da Anfavea, Rogélio Golfarb, a nova linha de crédito criada pelo BNDES deverá contribuir para o aumento da capacidade de competição do veículo brasileiro no mercado externo. A associação que representa as montadoras projeta uma exportação de US$ 10,8 bilhões este ano, 29% a mais do que no ano passado. O cálculo já leva em conta o novo incentivo. Do total, US$ 5 bilhões a US$ 6 bilhões devem ser de automóveis e comerciais leves.

Agencia Estado,

23 Setembro 2005 | 13h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.