BNDES aprova crédito para usina de R$ 736,8 milhões

Em meio à polêmica em torno da construção de hidrelétricas na Amazônia, o BNDES aprovou ontem empréstimo de R$ 736,8 milhões para a construção da Usina Hidrelétrica Santo Antônio do Jari, no rio Jari, na divisa do Amapá com o Pará. O investimento total no empreendimento, a cargo da EDP-Energias do Brasil, será de R$ 1 bilhão.

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2012 | 02h08

A usina, com capacidade instalada de 373,4 megawatts (MW), será a fio d'água e ficará entre os municípios de Almeirim (PA) e Laranjal do Jari (AP). O projeto aprovado pelo BNDES prevê a preservação do conjunto das cachoeiras do rio, pois a barragem será feita acima delas e será preservada vazão suficiente para manter a queda d'água natural.

A usina começará a operar em março de 2014 e estará a pleno vapor em dezembro do mesmo ano. Além disso, o projeto contempla uma linha de transmissão própria de cerca de 20 quilômetros, que fará parte da interligação do circuito Tucuruí-Macapá-Manaus ao Sistema Interligado Nacional.

De acordo com o BNDES, serão criados cerca de 1,8 mil empregos diretos e 2 mil indiretos durante as obras. / V.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.