BNDES aprova financiamento de R$ 650 mi para a Alcoa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 650 milhões para expansão da multinacional norte-americana Alcoa, uma das empresas líderes mundiais na produção de alumínio. Segundo nota distribuída pelo banco, os recursos visam a implantação da unidade 2 da refinaria do consórcio Alumar. A participação do BNDES corresponde a 13% do valor total do investimento, de R$ 4,9 bilhões.A ampliação, segundo o banco, tem como objetivo aumentar a produção de alumina em 2,1 milhões de toneladas por ano, em São Luís (MA). De acordo com a nota, serão duplicadas as principais instalações da unidade 2, adquiridos novos equipamentos e realizadas melhorias no processo e na operação. Durante a fase de construção, a expectativa é de geração de 6 mil empregos diretos e 12 mil indiretos.A nota distribuída pelo BNDES explica que a necessidade de expansão "é decorrente do cenário de escassez mundial de alumina para os próximos anos e, portanto, da carência de novas fontes de suprimento". A alumina é a principal matéria-prima utilizada na produção do alumínio.A execução do projeto, que deve entrar em operação a partir do segundo trimestre de 2009, "deve permitir que a Alcoa aumente sua participação nos mercados interno e externo por meio de maior oferta de produtos com custos mais competitivos", segundo a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.