Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BNDES aprova R$ 580 mi para empresa do grupo MMX

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou hoje, em comunicado, a aprovação de financiamento de R$ 580 milhões para a MMX Amapá Mineração e Logística, controlada pelo grupo MMX, do empresário Eike Batista. Os recursos, segundo o BNDES, serão usados pela empresa para implantar projeto integrado de mineração e de infra-estrutura logística no Estado do Amapá. Ainda segundo o banco, o financiamento do BNDES equivale a 57% do investimento total do empreendimento, de R$ 1 bilhão.Segundo informações apuradas pelo banco, o projeto prevê o desenvolvimento de uma mina e a instalação de unidade de beneficiamento com capacidade de produção anual de 6,5 milhões de toneladas de minério de ferro no município de Pedra Branca do Amapari (AP).Além disso, de acordo com o banco, serão realizados investimentos para reforma e adequação do porto localizado no município de Santana (AP) e da estrada de ferro do Amapá, que interliga os municípios de Santana e Serra do Navio (AP). O BNDES esclarece que o minério, proveniente da mina Amapá, será transportado pela estrada de ferro do Amapá e embarcado para exportação através do Porto Santana, localizado às margens do Rio Amazonas.

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

04 de setembro de 2007 | 12h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.