Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BNDES decide vender ações da Eletropaulo

O BNDES decidiu liquidar extra-judicialmente a dívida da multinacional norte-americana AES Elpa, que detém as ações ordinárias da Eletropaulo. Utilizando uma cláusula contratual chamada ?cobrança amigável?, o banco vai iniciar um processo de leilão das ações ordinárias, dadas como garantia pela Elpa ao receber o financiamento do banco.Segundo o presidente do BNDES, Carlos Lessa, o leilão pode ocorrer em um prazo mínimo de 107 dias e máximo de nove meses. A empresa foi comunicada da decisão hoje à tarde.O presidente do banco disse que se a empresa decidir pagar a dívida, em torno de R$ 1,8 bilhão, o banco pode desistir do leilão. ?Se amanhã o grupo nos procurar com uma proposta decente, estamos dispostos a conversar?, afirmou.O vice-presidente da AES, Joseph Brandt, solicitou hoje uma reunião com a direção do banco, que deve ocorrer na próxima quarta-feira. Lessa disse que recebeu contatos de empresas interessadas no controle da Eletropaulo, maior distribuidora de energia da América Latina. Lessa não quis dizer quanto o banco pode receber no leilão. Para ele, qualquer dinheiro que entrar já é melhor que as propostas feitas pela multinacional. ?Queremos dinheiro, tutu, vil metal, cheques, patacones, sei lá. E até agora nenhuma das propostas feitas nos satisfez neste sentido?, afirmou.A AES deve ainda mais cerca de R$ 1,5 bilhão pelo empréstimo obtido para a compra das ações preferenciais da distribuidora, por meio da AES Transgás. Essas ações também foram dadas como garantia do financiamento e serão leiloadas.

Agencia Estado,

09 de maio de 2003 | 18h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.