BNDES é subordinado ao Ministério do Desenvolvimento, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assegurou hoje que "o BNDES é subordinado ao Ministério do Desenvolvimento". A declaração foi feita numa alusão à nova divergência envolvendo o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES), Carlos Lessa. No entanto, o presidente disse não saber qual é a divergência entre os dois integrantes do governo.Segundo informa hoje a jornalista Sonia Racy, na coluna Direto da Fonte, no jornal "O Estado", Furlan, na condição de presidente do Conselho de Administração do banco, enviou carta a Lessa criticando-o por ter submetido à aprovação do colegiado o Planejamento Estratégico para 2004/2007. Em resposta, Lessa argumentou que o BNDES era vinculado ao Ministério, mas não subordinado a ele. Assessores do presidente Lula haviam recomendado aos jornalistas que não fizessem perguntas sobre esse assunto, durante breve entrevista que ele concedeu na sede da ONU. Indagado pela Agência Estado, Lula disse que "não comento decisões de subordinados, pois na hora que o presidente entende que um dos dois está errado, toma outras providências".O presidente disse que, ao chegar ao Brasil, pretende se informar sobre o caso. "Sou obrigado a saber o que está acontecendo para saber que providências eu vou tomar", comentou. Ele considerou que não são normais "essas divergências entre dois funcionários que têm que trabalhar juntos para fazer as coisas fluírem com maior facilidade. São duas pessoas da mais alta consideração e da mais alta responsabilidade", ressaltou.

Agencia Estado,

24 de junho de 2004 | 16h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.