BNDES entra na Justiça para impedir irmãos Batista de votar em assembleia

BNDES entra na Justiça para impedir irmãos Batista de votar em assembleia

BNDESPar, braço de participações da instituição de fomento, propôs para votação na assembleia, por exemplo, o afastamento de Wesley Batista da presidência da companhia

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

31 Agosto 2017 | 17h06

Depois da negativa da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) entrou com ação na justiça pedindo que Wesley e Joesley Batista sejam impedidos de votar em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) convocada pelo braço de participações do banco de fomento, que ocorrerá na sexta-feira, 1.

O BNDESPar, braço de participações da instituição de fomento, propôs para votação na assembleia, por exemplo, o afastamento de Wesley Batista da presidência da companhia. 

Em seu pedido, o BNDES traz o entendimento de que os irmãos Batista estariam impedidos de votar na Assembleia por existir, na situação, conflito de interesse.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.