BNDES estuda comprar ações da Eletropaulo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já considera a possibilidade de participar como acionista minoritário na Eletropaulo para solucionar a crise aberta com o grupo norte-americano AES em torno de uma dívida de R$ 1,2 bilhões. "Participação na Eletropaulo é um negócio complicado para nós, mas não podemos deixar essa empresa em má situação e um mau acordo é melhor do que uma grande briga?, disse o diretor-financeiro do banco, Roberto Thimóteo.Na sexta-feira, uma reunião com o vice-presidente da AES Corp., Joseph Brandt, deve definir o acordo com relação à dívida da AES Elpa, lastreada em ações ordinárias da Eletropaulo. Quanto ao débito da AES Transgás, garantido por ações preferenciais da distribuidora paulista, as duas partes já chegaram a um acordo: a dívida será executada com a oferta pública das ações na Bolsa de Valores de São Paulo, num prazo estimado de 60 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.