BNDES fecha financiamento para produção de etanol na África

Primeiro projeto foi acertado entre Brasil e Gana para a exportações do biocombustível para a Suécia

Jamil Chade, de O Estado de S. Paulo,

21 de abril de 2008 | 11h13

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fechou nesta segunda-feira, 21, o financiamento para a produção de etanol na África. O primeiro projeto foi acertado entre Brasil e Gana para a exportações do biocombustível para a Suécia, país europeu que hoje mais consome o etanol e que está comprometido em expandir o uso do novo combustível até 2020. Outros cinco países africanos também serão alvo da diplomacia do etanol do Brasil nos próximos meses.   Leia a reportagem completa na edição desta terça-feira de O Estado de S. Paulo   O primeiro projeto ocorrerá na cidade de Makago, em Gana, entre a Northern Sugar Resources e a Constram. Para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o projeto cria desenvolvimento, empregos e ainda reduz emissões de CO2. "Estamos dispostos a compartilhar com a África as experiência que adquirimos", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
BiocombustíveisÁfricaBNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.