BNDES: financiamento de Belo Monte sai até fim do ano

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) pretende estruturar o financiamento de hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, até o fim do ano, informou hoje o superintendente de Infraestrutura do banco, Nelson Siffert, após seminário na Associação Comercial do Rio de Janeiro. "Estamos fazendo esforços para equacionar, se possível ainda neste ano, o financiamento da usina de Belo Monte".

GLAUBER GONÇALVES, Agencia Estado

30 de setembro de 2011 | 17h41

Siffert ressaltou que o ingresso da Vale e de outros acionistas, como fundos de pensão e investidores do setor elétrico, em Belo Monte, facilitou a entrada do BNDES como agente financiador do projeto. "Observamos uma melhora significativa no quadro societário, com o ingresso da Vale, de tal forma que visualizamos uma perspectiva favorável em relação ao financiamento do empreendimento".

O executivo disse também que o financiamento de Belo Monte deve ser o maior já concedido pelo banco a um projeto individual. "Certamente será o maior do banco para um projeto específico que começa do zero". Entretanto, ele não revelou o montante financiado, mas disse que não deve chegar a 90% do empreendimento. O prazo total do financiamento será de 25 até 30 anos e a modalidade será de project finance, com comprometimento dos acionistas durante a fase de implementação.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDESfinanciamentoBelo Monte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.