BNDES financiará ampliação do Porto de Santos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou hoje que concedeu financiamento de R$ 56 milhões para ampliar o Terminal Açucareiro da Copersucar (Cooperativa de Produtores de Cana, Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo Ltda) no Porto de Santos, em São Paulo. Segundo o banco estatal, a principal finalidade do terminal é a exportação de açúcar ensacado ou em granel. A expansão aumenta a competitividade brasileira no mercado internacional, na avaliação do BNDES. Segundo comunicado divulgado pelo banco, "o incentivo às exportações é uma das prioridades da nova diretoria do BNDES, que busca o crescimento dos saldos comerciais como forma de diminuir a vulnerabilidade externa do país". De acordo com o banco, a Copersucar é uma das maiores empresa privadas de exportação de açúcar do mundo, com vendas externas que superam mais de 1,6 milhão de toneladas. O financiamento do BNDES servirá para a conclusão da segunda etapa do projeto de modernização do terminal. Os recursos serão utilizados para a demolição de dois antigos armazéns e construção de dois novos silos, com capacidade de 80 mil toneladas e 109 mil toneladas, respectivamente. Também será feito o aprofundamento do berço de atracação, no porto de Santos, passando de 11,4m para 12,7 m, permitindo que navios de maior calado possam ter acesso ao terminal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.