BNDES financiará polo petroquímico no México

O banco mexicano de fomento Bancomext informou que vai se unir ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar parcialmente um polo petroquímico que será construído por empresas do Brasil e do México no Estado mexicano de Veracruz. O presidente do Bancomext, Héctor Rangel, e o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, abriram caminho para o financiamento da unidade durante encontro no Rio, do qual participaram representantes da Braskem e da mexicana Idesa, que são as empresas envolvidas no projeto "Etileno XXI".

, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2010 | 00h00

O acordo entre os dois bancos estabelece um prazo até meados de 2011 para que o contrato de financiamento seja finalizado. As principais fontes de recursos seriam o BNDES, o Bancomext, o banco mexicano de desenvolvimento Nacional Financeira e outros bancos privados e de exportação de outros países. / DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.