BNDES libera empréstimo recorde de R$ 22,5 bi para Belo Monte

Trata-se do maior valor de empréstimo para um projeto da história do banco de fomento; investimento total na hidrelétrica é estimado em R$ 28,9 bi 

Vinicius Neder, da Agência Estado,

26 de novembro de 2012 | 15h31

Texto atualizado às 20h00

RIO DE JANEIRO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta segunda-feira que aprovou financiamento de R$ 22,5 bilhões para a construção da usina hidrelétrica Belo Monte (PA).

Trata-se do maior valor de empréstimo para um projeto da história do banco de fomento. O investimento total na hidrelétrica é estimado em R$ 28,9 bilhões.

Investimentos gerais

Neste ano, o BNDES deverá liberar cerca de R$ 23,5 bilhões para infraestrutura de logística e energia neste ano, entre 20% e 25% a mais do que em 2011, na comparação nominal. O cálculo é do superintendente da Área de Infraestrutura do banco, Nelson Sieffert.

A infraestrutura total, englobando os setores de telecomunicações, saneamento básico, apoio a transportes públicos e ao financiamento de máquinas e equipamentos, deverá chegar a R$ 60 bilhões. Desse total, 40% será desembolsado pelo banco, estimou Roberto Zurli, diretor de Infraestrutura e Insumos Básicos. Os executivos participaram há pouco de coletiva para detalhar a aprovação do financiamento de longo prazo para a usina hidrelétrica de Belo Monte. O empréstimo somará R$ 22,5 bilhões com prazo de 30 anos. Com Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIABELOMONTEBNDES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.