BNDES libera R$ 199 milhões para a Trip

Companhia regional vai adquirir quatro jatos ERJ-145 da Embraer

Alberto Komatsu, Mariana Barbosa e Célia Froufe, O Estadao de S.Paulo

28 de maio de 2009 | 00h00

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 199,2 milhões para a Trip Linhas Aéreas adquirir quatro jatos da Embraer, modelo ERJ-145, com capacidade para 86 passageiros. O BNDES informou que o financiamento corresponde a 85% do investimento total para a aquisição das aeronaves.Os três primeiros aviões serão entregues em junho e o quarto, em novembro. O primeiro jato já está pronto e estacionado no hangar da Embraer desde o final de fevereiro aguardando a liberação do pagamento. O plano inicial da Trip, divulgado na época do anúncio da encomenda dos jatos regionais, em junho do ano passado, era iniciar o recebimento em fevereiro. Entretanto, com a crise mundial, a empresa não se movimentou para agilizar a liberação do empréstimo junto ao BNDES. "Realmente, o fato de o BNDES aprovar só agora não representou nenhum inconveniente para nós", afirmou o presidente da companhia, José Mário Caprioli. "Vamos iniciar a operação com os aviões no segundo semestre, que é sempre melhor para a aviação em termos de demanda." Os aviões serão usados para as rotas da companhia a partir do aeroporto Santos Dumont e vão ajudar a companhia aérea regional a expandir sua operação para 81 cidades. A companhia estima que cada novo jato em operação gere 40 empregos diretos. A encomenda original da Trip prevê a compra de cinco aviões, com opção de compra de mais 10. Segundo Caprioli, a quinta aeronave está prevista para ser entregue em abril de 2010. Mas ele planeja incorporar um quinto jato da Embraer à sua frota em julho, por meio de um contrato de leasing operacional.Maior companhia aérea regional do País, a Trip detém 1,25% do mercado doméstico. O financiamento para a Trip é o segundo concedido pelo BNDES, em reais, para empresas aéreas brasileiras. O primeiro empréstimo foi aprovado no inicio de abril, no valor de R$ 254 milhões, para a Azul Linhas Aéreas comprar quatro aeronaves da Embraer modelos 190 e 195. Assim como para a Trip, os recursos para a Azul corresponderam a 85% do valor total do investimento. A Azul fez sua estreia no mercado brasileiro em dezembro do ano passado. "Vamos continuar apoiando as vendas da Embraer", afirmou ontem o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, durante audiência pública conjunta, no Senado, das comissões de agricultura e reforma agrária (CRA), de serviços de infraestrutura (CI), de assuntos econômicos (CAE), de assuntos sociais (CAS) e de acompanhamento da crise financeira e empregabilidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.