BNDES não tem como reduzir TJLP agora, diz Coutinho

Presidente do banco acredita que isso seja possível no futuro; mas, segundo ele, por um bom tempo financiamentos longos continuarão sendo feitos pelo BNDES

Silvana Mautone, da Agência Estado, Agencia Estado

23 de março de 2012 | 15h11

Não há como reduzir, por enquanto, a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). A afirmação foi feita nesta sexta-feira pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, durante almoço promovido, em São Paulo, pela Câmara Oficial Espanhola de Comércio no Brasil.

No futuro, porém, ele acredita que isso seja possível. "Eu sou muito otimista com relação a essa possibilidade", disse. Coutinho considera que o País vive um processo de "transição", referindo-se às taxas de juros. Por um bom tempo, porém, em sua opinião, os financiamentos mais longos continuarão sendo feito apenas pelo BNDES.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoBNDESTJLP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.