finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BNDES nega interesse em usar reservas do País

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, negou hoje, em declaração à Agência Estado, que o banco esteja negociando a utilização de recursos das reservas internacionais (que estão em cerca de US$ 174 bilhões) na formação de um fundo de financiamento para a instituição fazer empréstimos. "A notícia divulgada hoje por um jornal de circulação nacional foi imprecisa. Dinheiro das reservas é das reservas", disse Coutinho, referindo-se à notícia de que o BNDES estaria pleiteando junto ao Tesouro de US$ 4 bilhões a US$ 5 bilhões das reservas.Coutinho acrescentou que o BNDES tem, de fato, mantido contato com o Ministério da Fazenda para buscar fontes adicionais para novos empréstimos. Ele disse que as conversas com a Fazenda estão indo "muito bem", mas não quis adiantar quais são as alternativas em discussão. "Não posso antecipar ainda, mas o ministro Guido Mantega (Fazenda), que já foi presidente do BNDES, tem mostrado compreensão sobre a necessidade", disse Coutinho.Ele ressaltou que os recursos das reservas internacionais têm característica de disponibilidade e liquidez para servirem como proteção ao País.Coutinho fez as declarações no Palácio do Planalto, onde participou de solenidade em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou o Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.