BNDES nega que recusará projetos por falta de recursos

O diretor de Planejamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), João Carlos Ferraz, disse hoje que o cenário para 2008 é de modernização acelerada da indústria, com aumento da capacidade produtiva, e de mais investimentos em infra-estrutura. "São os dois setores que devem puxar a demanda por recursos do banco", disse, logo após participar de reunião do Fórum Nacional da Indústria, da CNI.Ele afirmou que o BNDES tem recursos para fechar o ano e que o banco não vai deixar de aprovar projetos por falta de recursos. Para 2008, a projeção de orçamento do BNDES é superior a R$ 70 bilhões, embora o número exato ainda não tenha sido divulgado. De qualquer forma, descartou que haja grandes preocupações com a capacidade de recursos (funding) do banco. "Há uma disposição do governo de prover a demanda firme do BNDES", disse, sem dar mais detalhes.O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou diversas vezes que o BNDES vai buscar recursos no exterior se for necessário. O Boletim de Desempenho do BNDES referente a outubro mostrou que os desembolsos somaram R$ 66,7 bilhões, alta de 35% sobre o mesmo período do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.