Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BNDES pode dar dinheiro antes da fusão Varig e TAM

O ministro da Defesa, José Viegas Filho, admitiu nesta quarta-feira que o BNDES poderá liberar recursos para as empresas Varig e TAM antes de a fusão das duas estar concluída. Para isso, disse o ministro, seria necessário que as companhias se tornassem viáveis do ponto de vista operacional. ?Não está descartada a possibilidade de liberação de recursos antes da fusão?, disse. ?Desde que as empresas façam seu dever de casa, o governo fará o seu papel.?Ele disse confiar "no papel que o BNDES desempenhará na aprovação da modelagem desta nova empresa?. Para ele, o BNDES ?não vai simplesmente liberar uma verba para a Varig?. O ministro disse que ?o BNDES é um agente do governo brasileiro empenhado em um projeto, caso a empresa se revele, do ponto de vista gerencial viável, o banco poderá emprestar dinheiro?.O ministro garantiu que ?o governo não vai dar dinheiro a fundo perdido e não vai ajudar as empresas enquanto não estiver seguro de que elas estão se preparando para ser empresas bem geridas, em nível de competitividade, capazes de ser rentáveis?. ?Não é politicamente concebível injetar dinheiro sem garantia de retorno?.Viegas pediu que as empresas pensem no problema social que poderá ser criado com as demissões e sugeriu que sejam realizados planos de demissão voluntária, uma vez que a redução de pessoal será inevitável pois a demanda é maior do que a oferta.

Agencia Estado,

14 de maio de 2003 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.