BNDES poderá financiar partes envolvidas na crise da Varig

O presidente do BNDES, Guido Mantega, disse que vai estudar a proposta de solução para a crise da Varig, que será apresentada hoje à tarde pela Trevisan Consultores. Ele afirmou que o BNDES não é credor e nem participa societariamente da empresa aérea, mas admitiu que, conforme a proposta apresentada hoje, poderá financiar algumas das partes envolvidas.Mantega afirmou que foi uma interpretação da imprensa a qualificação como proposta de estatização a alternativa apresentada ontem pelo ministro da Defesa e vice-presidente da República, José Alencar, para solucionar a crise da Varig com os credores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.