finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BNDES quer formar novo tipo de fundo, diz Carlos Lessa

O presidente do BNDES Carlos Lessa disse que o BNDES tem interesse em oferecer um novo papel lastreado em ações de empresas de primeira linha em sua carteira e contratos com recebíveis, que formariam um fundo. Ele não tem ainda data ou valor para o projeto. "O problema é competir com o ´sex appeal´ dos títulos da dívida pública", disse. Segundo Lessa "é necessária uma reformulação importante nos padrões de crédito brasileiro", que incluiriam um novo sistema de garantia para estimular concessão de crédito por parte dos bancos privados e a redução dos juros. Lessa, caracterizou a remuneração dada pelos títulos da dívida pública como "excessivamente generosa, excessivamente elevada e ?suicidamente? custosa". Ele lembrou que quando o Copom reduz em um ponto percentual a taxa básica de juros (selic), "isso representa uma economia de R$ 7 bilhões e o investimento público em infra-estrutura é de R$ 4 bilhões". Lessa defendeu que o País volte a pensar em crescer em pelo menos 5% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.