BNDES quer priorizar investimentos na indústria têxtil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai encarar como prioridade projetos de modernização da indústria têxtil nacional. Segundo o presidente do banco, Carlos Lessa, essa indústria é muito competitiva e poderia crescer nos próximos anos caso fossem resolvidos alguns nós como a modernização do segmento de confecção. O banco e a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) estão analisando um modelo de plataformas de exportação de alto desempenho no setor. "O setor de confecção, com novas formas de organização, pode dar um salto maior", afirmou Lessa. A idéia é reunir pequenas empresas do setor em grupos capazes de investir na modernização de seus parques produtivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.