Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BNDES só negocia após AES pagar dívida

O BNDES não aceitará proposta da multinacional norte-americana AES sobre dívida de R$ 4,1 bilhões, que não inclua pagamento das parcelas já vencidas das empresas AES Elpa e AES Transgás. Juntas, elas estão inadimplentes com o banco estatal em R$ 1,3 bilhão. "Estou aberto (à renegociação) se amanhã vier uma proposta interessante. O prazo definido por lei já expirou. Agora a bola está conosco", afirmou hoje o presidente do banco, Carlos Lessa.Ele fez o comentário ao falar sobre a proposta de AES de oferecer ativos para pagar a dívida. "Acho que vocês não entendem que eu não posso financiar ninguém com ativos. Eu financio com recursos. Um banco de desenvolvimento não pode abrir mão de receber o que lhe é devido, senão ele se paralisa", disse.Lessa informou que pode haver renegociação de parte da dívida total da AES, caso a empresa pague parcelas já vencidas referentes a 30 de janeiro deste ano e 28 de fevereiro, respectivamente da AES Elpa e AES Transgás.O presidente do banco disse que as ações preferenciais da Eletropaulo - oferecidas pela AES como garantia de financiamento - já teriam prazo definido para leilão, mas não explicou para quando.

Agencia Estado,

05 de maio de 2003 | 18h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.