BNDES terá nova linha de crédito de até R$ 80 bilhões

Recursos serão usados para financiar investimentos e do desenvolvimento produtivo em 2010 e 2011

Renata Veríssimo, Adriana Fernandes e Fábio Graner, da Agência Estado,

09 de dezembro de 2009 | 12h33

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou há pouco a concessão de uma nova linha de crédito da União para o BNDES, no valor de até R$ 80 bilhões, para o financiamento de investimentos e do desenvolvimento produtivo em 2010 e 2011. A taxa de juros da nova linha será a TJLP. A linha terá foco principalmente nos setores de infraestrutura, bens de capital, exportações, inovação, ciência e tecnologia.

 

VEJA TAMBÉM:
Governo suspende imposto para investimento em petróleo
Mantega diz que PIB deve crescer 8% no 4º trimestre
Carro flex terá IPI reduzido até março
Governo reduz IPI para móveis e prorroga para construção

Mantega também anunciou a prorrogação de 31/12/2009 até o final de março de 2010 da equalização da taxa de juros, por parte do Tesouro, nos financiamentos do BNDES para aquisição de bens de capital, exportação e inovação tecnológica. A taxa de juros nesse período continuará em 4,5% ao ano. De abril a junho de 2010, essa taxa subirá para 5,5% ao ano. A equalização do Tesouro é feita até o valor máximo de financiamento de R$ 44 bilhões.

 

Além disso, o Ministério da Fazenda vai criar Letra Financeira, um instrumento de captação de recursos de longo prazo por parte de instituições bancárias. Segundo a Fazenda, se espera que haja uma diversificação nos instrumentos de captação bancária e aumento nos fundings de longo prazo via mercado de capitais. A criação da Letra Financeira ainda depende de regulamentação pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e a supervisão e fiscalização serão realizadas pelo Banco Central e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Tudo o que sabemos sobre:
medidas: BNDES: Mantega: Coutinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.