BNDES testa cartão de crédito para compra de máquinas

Em maio, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começa a testar um cartão de crédito que servirá para financiar a aquisição de máquinas e equipamentos por pequenas e médias empresas. O presidente da instituição, Eleazar de Carvalho, disse à Agência Estado que supermercados e fabricantes de calçados serão os primeiros a testar a novidade.Segundo Carvalho, será criado um site do portal do BNDES na internet, onde o empresário preencherá um cadastro e escolherá por qual banco e por intermédio de qual administradora de cartão receberá o empréstimo. O empresário não sacará o dinheiro e terá de usá-lo para comprar produtos que fazem parte de um cadastro do BNDES.O presidente explicou que essa é uma forma de garantir que os recursos não sejam desviados.O valor máximo dos empréstimos ainda está em discussão, mas pode ser de R$ 50 mil ou R$ 100 mil. As taxas de juros serão variáveis, ficando em torno de 1,9% ao mês. As pequenas e médias empresas respondem por 25% dos empréstimos do BNDES, totalizando cerca de R$ 6 bilhões.Contratos de financiamentoAté o momento, foram assinados 140.000 contratos de financiamento com esse segmento. A avaliação do presidente é que, com o cartão, será atacado um dos maiores focos de reclamação do empresariado em relação ao banco, que é a demora na liberação de empréstimos. A criação do cartão vem sendo estudada há mais de um ano.Carvalho disse ainda que a criação do Eximbank brasileiro - cujo projeto foi anunciado há duas semanas pelo ministro do Desenvolvimento, Sérgio Amaral - envolverá uma melhor coordenação entre as áreas envolvidas na exportação: o próprio BNDES, o Fundo Garantidor da Exportação (FGE) e a Sociedade Brasileira de Crédito à Exportação (SBCE).Técnicos do BNDES estão analisando modelos de Eximbank em outros países para elaborar uma proposta para o Brasil. ?Ainda não há uma conclusão?, disse Carvalho. Ele explicou que, nos Estados Unidos, por exemplo, os órgãos de financiamento e seguro fazem parte de uma única instituição.Já em alguns países europeus elas atuam separadamente. O presidente disse que o BNDES já desempenha várias funções que seriam do Eximbank. ?A única coisa que não fazemos é seguro?, explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.