coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

BNDES vai emprestar R$ 252,8 mi para a CEG

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 252,8 milhões para a Companhia Distribuidora de Gás do Rio de Janeiro (CEG), concessionária do serviço na região metropolitana do Rio. O valor representa dois terços de investimentos de R$ 384,9 milhões a serem feitos pela empresa deste ano até 2009.Os recursos serão usados em implantação, substituição e renovação de rede de distribuição de gás natural canalizado e conversão de infra-estrutura de gás manufaturado para gás natural. O projeto ampliará o atendimento da empresa.Em nota, o BNDES destaca como "méritos do empreendimento a maximização da utilização das redes de distribuição existentes com a captação de novos clientes; a melhoria da qualidade ambiental nos municípios atendidos, em função da substituição de fontes energéticas altamente poluidoras; e a redução das perdas do sistema de distribuição causadas por vazamentos".A conversão de gás manufaturado para natural é uma obrigação da CEG, prevista no contrato de concessão com o governo estadual. A CEG é uma companhia aberta, controlada pelo Grupo Gás Natural, que tem 54,16% do capital da empresa, e tem também a BNDESPAR como acionista, com participação acionária de 34,56%.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

18 de outubro de 2007 | 15h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.