BNDES vai financiar melhora de energética do Maranhão

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 79,6 milhões para a Companhia Energética do Maranhão (Cemar). Em nota divulgada hoje, o banco informou que os recursos serão destinados ao projeto de expansão e qualidade operacional da distribuidora, que visa, principalmente, o combate a perdas comerciais de energia elétrica, além de ligações de novos consumidores e atualização tecnológica da empresa.A participação do BNDES equivale a 60% do valor total do investimento, de R$ 132,8 milhões previstos para o período de 2007 a março de 2009. Trata-se de operação indireta. Assim, os recursos serão repassados à Cemar por meio de agente financeiro, no caso, o Unibanco.O plano de ação da Cemar para recuperação de energia, que contará com o apoio do BNDES, prevê a redução das perdas de 29,9% em 2004, quando ainda não havia ações coordenadas para combater o desperdício, para 29,14% em 2007. O processo de redução ocorrerá ao longo dos próximos anos, até alcançar 26,16% em 2010.Além do combate a perdas, o projeto da Cemar inclui a atualização tecnológica e ligações de novos consumidores. O objetivo é atender à demanda gerada pelo desenvolvimento econômico do Estado do Maranhão esperado nos próximos anos. Com isso, serão gerados 360 empregos indiretos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.