portfólio

E-Investidor: qual o melhor investimento para 2020?

BNDES vai participar da consolidação do setor

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou ontem, um dia depois da divulgação do pacote habitacional do governo federal, que pretende apoiar o processo de consolidação do setor da construção civil. "O objetivo do banco é fortalecer as empresas de construção, dando suporte a companhias bem estruturadas que queiram adquirir empreendimentos imobiliários e que tenham menor acesso a crédito no mercado", diz a nota da instituição federal. A intenção do BNDES é atuar nesse sentido por investimentos em renda variável em companhias de capital aberto. A primeira operação nesse modelo foi divulgada pela construtora e incorporadora imobiliária PDG Realty. A empresa vai emitir debêntures conversíveis em ações em um valor pode chegar a até R$ 276 milhões. Dessa quantia, a BNDESPAR, subsidiária de participações do banco de fomento, garantirá até R$ 155 milhões. O valor depende de acionistas com direito de preferência optarem ou não pela aquisição dos papéis. De acordo com o banco, com os recursos obtidos, a PDG Realty, que tem forte atuação no segmento econômico, vai reforçar sua estrutura de capital. "Com isso, a empresa ganhará maior robustez para aquisição de empreendimentos e de sociedades do setor de construção civil e para a capitalização dos projetos adquiridos", informa a nota. O apoio do banco à consolidação do setor não faz parte formalmente do pacote habitacional lançado ontem, mas vai no mesmo sentido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.