Boa expectativa para a balança é confirmada

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior acaba de divulgar o resultado da balança comercial referente ao mês de fevereiro: um superávit - exportações maiores que importações - de US$ 80 milhões. Vale lembrar que até a terceira semana do mês, a balança acumulava déficit - importações maiores que exportações - de US$ 133 milhões. A expectativa de um resultado positivo para a balança comercial no mês de fevereiro reduziu a pressão de alta sobre as cotações do dólar durante a manhã. Há pouco, a moeda norte-americana estava cotada a R$ 2,0450 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,10% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,340% ao ano, frente a 16,450% ao ano registrados ontem. Apesar dos dados contraditórios referentes ao ritmo do desaquecimento da economia norte-americana divulgados durante a manhã (veja mais informações no link abaixo) e das baixas nas bolsas de Nova York, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) operou em alta. No início da tarde, o Ibovespa - Índice que mede a valorização das ações de empresas mais negociadas na Bovespa - acumulava alta de 2,08%. Porém, o volume de negócios é muito reduzido. Na primeira parte do pregão, girou em torno de R$ 205 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.