Boeing pode demitir mais 5 mil até o fim do ano

A fabricante norte-americana de aviões Boeing pretende eliminar mais 5 mil empregos até o fim deste ano,em sua unidade de aeronaves comerciais. A informação é do jornal The Seattle Times. De acordo com o diário, ainda não está definido quantos dos novos cortes deverão acontecer no estado de Washington, sede da divisão, segundo pessoas próximas aos planos da companhia. A unidade de aviões comerciais já demitiu 35 mil pessoas em todo o país desde os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. No mês passado, durante a Feira de Paris, o CEO da divisão, Alan Mulally, negou categoricamente que mais demissões estariam a caminho. No entanto, estima-se que boa parte dos demitidos deverão receber amanhã a notificação de 60 dias para os cortes. No dia 6 de setembro de 2001, a Boeing Commercial Airplanes tinha 93 mil funcionários. Até o fim deste ano, a força de trabalho da divisão terá sido reduzida quase pela metade. Representantes da companhia negaram-se a comentar a informação, e líderes sindicalistas disseram que ainda não foram informados pela companhia acerca dos cortes, segundo o jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.