Boeing tem lucro de US$ 779 milhões no trimestre

A fabricante americana de aviões Boeing Co. teve um lucro líquido de US$ 779 milhões (US$ 0,96 por ação) no segundo trimestre de 2002, ante um lucro de US$ 840 milhões (US$ 0,99) em mesmo período de 2001. Excluindo um ganho especial de US$ 0,04 por ação, a companhia lucrou US$ 751 milhões (US$ 0,92 por ação) no segundo trimestre. As vendas no período caíram para US$ 13,85 bilhões, de US$ 15,51 bilhões em 2001. A estimativa da First Call era de um lucro por ação de US$ 0,80 no período. A empresa afirmou que deverá atingir a meta das previsões de lucros e vendas para este ano e para 2003, e que deverá ser capaz de entregar 380 aviões comerciais em 2002 e entre 275 e 300 em 2003. A empresa não divulgou projeção de lucro por ação para os anos de 2002 e 2003. Os analistas estimam um lucro por ação de US$ 3,05 em 2002 e US$ 2,82 em 2003, abaixo do lucro por ação de US$ 3,63 em 2001. Phil Condit, principal executivo da Boeing, disse que a empresa vem se expandindo nos mercados de defesa e centrando-se na redução de 30 mil empregos, um terço da força de trabalho da divisão aérea. O lucro subiu em duas outras divisões principais da Boeing, a espacial e de defesa, já que o setor de aéreo registrou declínio. As informações são da agência Dow Jones e de outras agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.