Chang W. Lee / The New York Times
Chang W. Lee / The New York Times

seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Boeing vai suspender temporariamente produção de MAX 737 em janeiro

A empresa continuou a montar cerca de 40 aeronaves por mês em sua fábrica, perto de Seattle, desde que o MAX foi suspenso em março

O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2019 | 22h48

A Boeing vai interromper temporariamente, em janeiro, a produção da aeronave modelo MAX 737, de acordo com fontes. A paralisação intensifica a crise que enfrenta na gigante aérea e aumenta a perspectiva de cortes de empregos e licenças na indústria global no setor.

A empresa continuou a montar cerca de 40 aeronaves por mês em sua fábrica, perto de Seattle, desde que o MAX foi suspenso em março, após um segundo acidente fatal do modelo em cinco meses.

Com a produção, houve um acúmulo de cerca de 400 jatos na fábrica, já que a Boeing buscava aprovação regulatória para a aeronave retornar ao serviço. As companhias aéreas e funcionários do governo não esperam que essa aprovação chegue até fevereiro.

A decisão da Boeing de interromper a produção do 737 MAX provavelmente repercutirá na economia dos EUA. A fabricante de aviões é o maior exportador de manufatura do país e um dos principais empregadores privados./DOW JONES NEWSWIRES

Tudo o que sabemos sobre:
Boeingaviãoaviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.