coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

BoJ não espera forte aumento nos juros de longo prazo

O vice-presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Hiroshi Nakaso, disse nesta quinta-feira 30, que não espera "um forte aumento" nas taxas de juros de longo prazo. Segundo ele, o programa de compras de bônus da instituição deve continuar exercendo pressão baixista sobre os prêmios de risco. Nakaso assinalou que a mudança nas operações de compras de bônus anunciada mais cedo ajudará a estabilizar o mercado. "Essas medidas levarão a uma formação estável de taxas de juro de longo prazo ao suprimir altas excessivas e excesso de volatilidade", apontou, em entrevista coletiva concedida em Tóquio.

LETICIA PAKULSKI, Agencia Estado

30 de maio de 2013 | 09h09

Desde o BOJ anunciou seu programa de relaxamento monetário em abril, os rendimentos de títulos subiram com a volatilidade do mercado, quando a expectativa era de queda.

Nesta quinta-feira, o BoJ anunciou que planeja fazer operações de compra de bônus do governo japonês entre oito e 10 vezes em junho, em comparação com as oito vezes em maio. Os bônus também são conhecidos como JGBs. O BoJ também disse que pode aumentar o número de operações de compra JGBs, conforme o necessário. A instituição também afirmou que vai comprar cerca de 7 trilhões de ienes em JGBs mensalmente, mas vai realizar operações de forma flexível a fim de garantir que os efeitos da política monetária permeiem a economia. O BOJ comprou um total de 7,74 trilhões de ienes em JGBs em maio. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BoJjuroslongo prazo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.