finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bolsa acumula alta de 7,72% em outubro; dólar caiu 1,29%

No último pregão de outubro, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) voltou ao terreno positivo, depois de dois dias de quedas. O Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa da Valores de São Paulo (Bovespa) - encerrou o dia no patamar máximo, em alta de 0,93%, aos 39.262,8 pontos. Na mínima, caiu a 38.880 pontos (-0,05%). O volume financeiro foi maior do que o de ontem e totalizou R$ 2,279 bilhões. Com o desempenho de hoje, o indicador fechou outubro com alta acumulada de 7,72% e, no ano até agora, com +17,36%. O fechamento do mês, aliado à recuperação dos preços das commodities no mercado internacional, como petróleo e metais - zinco, por exemplo - sustentaram a Bovespa no final da tarde. Mais cedo, no entanto, a praça paulista acompanhou o índice Dow Jones da Bolsa de Nova York, influenciada negativamente pelos resultados abaixo do esperado dos dados divulgados hoje - confiança do consumidor nos EUA e atividade industrial em Chicago.O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,1430, em queda de 0,33%. No mês de outubro, a moeda norte-americana recuou 1,29% e, no ano, caiu 7,83%.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2006 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.