BOLSA ÁSIA-Ações recuam e receio de contágio da Espanha cresce

As bolsas de valores asiáticas caíam e o euro estava pouco acima de sua mínima em muitos anos contra as principais moedas na quarta-feira, à medida que os elevados custos de empréstimos aprofundavam as preocupações de que a Espanha possa precisar de um resgate, enquanto parecia improvável que a Grécia cumprisse as condições para o seu pacote de ajuda financeira.

Reuters

25 de julho de 2012 | 08h29

Às 8h14 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico, com exceção do Japão, apresentava queda de 0,51 por cento, com 399 pontos, e chegou a atingir a mínima de um mês, que era de 1,1 por cento.

A média de ações Nikkei do Japão caiu 1,6 por cento para a mínima em sete semanas.

Riscos de a Espanha exigir uma enorme ajuda financeira para as suas regiões endividadas, assim como para seus bancos sobrecarregados com empréstimos ruins, atiçaram os temores de um contágio ao espalhar-se para outros países com dificuldades fiscais, afundando o índice da bolsa da Itália, na terça-feira, para o seu menor nível desde o lançamento do euro.

O euro estava em 1,2072 dólar, valor próximo da mínima em 25 meses de 1,2042 atingida na terça-feira, e em 94,37 yen, um pouco acima do valor de 94,12 atingido na terça-feira, seu menor nível desde novembro de 2000.

A bolsa de Cingapura teve queda de 0,25 por cento, a 2.990 pontos, assim como Taiwan que caiu 0,42 por cento e Hong Kong que teve variação negativa de 0,14 por cento. O índice referencial de Xangai recuou 0,49 por cento e Sydney caiu 0,22 por cento.

(Reportagem de Chikako Mogi; Reportagem adicional de Thuy Ong em Sidney)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAMANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.